O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), fundado em 25 de junho de 1988, distingue-se por uma trajetória de conquistas que transformaram efetivamente a vida dos brasileiros. Protagonistas na Constituinte de 1988, os líderes tucanos sempre defenderam um sistema partidário pluralista mais sólido, com instituições organizadas em torno de projetos políticos relevantes e combate às desigualdades sociais. Com o fim do regime militar, era preciso construir uma democracia moderna e estável. “Longe das benesses oficiais, mas perto do pulsar das ruas, nasce o novo partido”, declarou Franco Montoro, um dos fundadores da agremiação e cuja frase se tornou epígrafe para o Manifesto do PSDB -, nome escolhido pela maioria dos presentes no Ato de Fundação, realizado no Congresso Nacional, em Brasília.

O encontro reuniu 1.178 pessoas. Além do ex-governador Franco Montoro, destaque para os senadores Mario Covas, ex-líder da maioria na Assembléia Constituinte, Fernando Henrique Cardoso e José Richa, e o engenheiro Sérgio Motta. Subscrito por 40 deputados e oito senadores, o Manifesto da Social Democracia Brasileira convocava o povo brasileiro a prosseguir na luta por mudanças sociais e políticas, e definia os princípios e objetivos do PSDB.

Princípios que continuam orientando suas ações do presente. Atualmente, no comando da maior cidade do país sob a liderança do prefeito Bruno Covas, o PSDB e seus aliados se mobilizam na produção de soluções inovadoras e eficazes para transformar São Paulo em uma cidade mais humana, justa e sustentável. Tem legado e competência para isso.