Câmara de SP aprova proposta de auxílio emergencial

A decisão foi tomada após o prefeito Bruno Covas apresentar apoio ao texto

Auxilio terá validade de três meses ou enquanto durar a situação de calamidade pública.

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou uma proposta de renda básica emergencial, que prevê a transferência de R$100 por mês, para paulistanos cadastrados no Bolsa Família e trabalhadores ambulantes inscritos em programa municipal. O auxílio estará vigente durante três meses ou enquanto durar o estado de calamidade pública causado pela pandemia do coronavírus.

A decisão foi tomada após o prefeito Bruno Covas apresentar apoio ao texto do vereador Eduardo Suplicy, A proposta para a renda básica emergencial foi aprovada em segundo turno por 45 votos a 2.

Notícia publicada em: 23 de outubro de 2020

Câmara, Notícias

]