Governo de SP libera R$ 225 milhões em linhas de crédito

Iniciativa estimula a economia e diminui impactos negativos do coronavírus

Coletiva para divulgação das medidas com a comissão de monitoramento dos impactos econômicos do coronavírus (Divulgação: Governo do Estado de São Paulo)

Coletiva para divulgação das medidas com a comissão de monitoramento dos impactos econômicos do coronavírus (Divulgação: Governo do Estado de São Paulo)

O governador de São Paulo, João Doria, liberou R$ 225 milhões para estimular a economia do estado, e assim, diminuir os impactos negativos do novo coronavírus na geração de emprego e renda. A medida foi criada pela comissão de monitoramento dos impactos econômicos do coronavírus em São Paulo.

Do valor total, R$ 200 milhões virão da Desenvolve SP e serão destinados a oferecer créditos com condições especiais de financiamento às empresas paulistas. Enquanto os outros R$ 25 milhões serão oferecidos em financiamentos do Banco do Povo, exclusivamente para micro e pequenos empreendedores.

Para viabilizar o crédito, a taxa de juros da linha de capital de giro foi reduzida para 1,20% ao mês, com prazo de financiamento de 42 meses e carência de nove meses, para empresas que faturam anualmente entre R$ 81 mil e R$ 90 milhões. Já na modalidade projetos de investimento, o prazo de financiamento foi para 36 meses, com pagamento em até 120 meses e taxa de juros iniciais em 0,25% ao mês, acrescida da selic, para empresas que faturam de R$ 81 mil até R$ 300 milhões ao ano. 

A linha de créditos do Banco do Povo também teve redução na taxa de juros, indo de 1% para 0,35% ao mês, com prazo para pagamento de 36 meses e carência de 90 dias. Além disso, há também a concessão de crédito sem avalista para valores até três mil reais.

Notícia publicada em: 30 de março de 2020

Economia, Notícias

]