Inquérito sorológico mostra 70% das crianças assintomáticas

Mapeamento foi feito com seis mil crianças e adolescentes de 4 a 14 anos da rede municipal de ensino

Prefeito Bruno Covas durante coletiva de divulgação de Inquérito sorológico. (Crédito: Reprodução Prefeitura de São Paulo).

Prefeito Bruno Covas durante coletiva de divulgação de Inquérito sorológico. (Crédito: Reprodução Prefeitura de São Paulo).

A Prefeitura de São Paulo realizou a segunda fase do inquérito sorológico entre crianças e adolescentes da capital paulista. A pesquisa mostra que quase 70% das crianças infectadas pelo novo coronavírus são assintomáticas, ou seja, de cada 10 crianças que testaram positivo para a doença, sete não apresentaram nenhum sintoma.

“Nós tivemos aumento de prevalência das crianças que tiveram contato e produziram o anticorpo do vírus aqui na cidade. Tivemos aumento de prevalência em todas as faixas de idade. Um outro dado importante é que a proporção de crianças assintomáticas é de 69,5%, duas vezes maior do que as cidades que apresentaram sintomas”, explicou o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.

O aumento na prevalência da Covid-19 de 16,1% para 18,3% entre a primeira e segunda fase da pesquisa também foi apresentado. Isto significa que subiu de 108.823 alunos que possuem o vírus do coronavírus para 123.624. O mapeamento foi feito com seis mil crianças e adolescentes de 4 a 14 anos da rede municipal de ensino.

“Só a terceira fase, só o terceiro inquérito realizado com as crianças vai confirmar se trata-se de um aumento, se nós vamos estar com 19 ou 20%, ou o mesmo número. Ainda é muito cedo pra cravar que é um aumento da prevalência na cidade de São Paulo”, finalizou o prefeito, Bruno Covas.

Notícia publicada em: 27 de agosto de 2020

Assistência Social, Educação, Notícias, Saúde

]