Prefeitura determina novas medidas para o descarte e coleta de lixo domiciliar

Novas medidas têm o objetivo de conter a disseminação do novo coronavírus

A Prefeitura de São Paulo está elaborando soluções para evitar a disseminação do coronavírus por meio da limpeza urbana, do descarte de lixo domiciliar e também descarte em Ecopontos. As medidas ficam em vigor até 7 de abril e estão divididas em 3 etapas: preventivas, administrativas e operacionais. 

As ações preventivas consistem em distribuição de álcool gel, intensificação da limpeza em áreas comuns, inclusão do tema nos Diálogos Diários de Segurança com os colaboradores, campanhas internas reforçando o uso dos Equipamentos de Proteção Individual e reforço de treinamento e fiscal dos colaboradores de resíduos de saúde.

As ações administrativas se referem a flexibilização e remanejamento do trabalho, afastamento de colaboradores que apresentem sintomas de gripe, aplicação da vacina de gripe, especialmente para grupos de risco, contratação de colaboradores temporários, entre outras.

As ações operacionais consistem em medidas para reduzir o contágio nos colaboradores, como prioridade em coletar resíduos hospitalares, coleta domiciliar podendo ocorrer em até três horas após o horário previsto e distribuição de máscaras do tipo PFF2 para colaboradores que atuam em lugares de grande concentração de pessoas.

No quesito descarte domiciliar a recomendação é que sejam usados dois sacos resistentes preenchidos até dois terços de sua capacidade e amarrados com um nó reforçado. O objetivo é impedir o contato dos agentes de limpeza com o lixo. 

 

 

 

 

Notícia publicada em: 25 de março de 2020

Notícias, Saúde, Subprefeituras

]